Boletim informativo da Holos Consultores n. 57 - ano 15 - 01 Junho de 2020

EDITORIAL

 

RECOMEÇAR

Em nossos editoriais procuro sempre falar sobre como temos que nos adaptar às mudanças. E, acredito que o tema nunca foi tão importante como agora. Não adianta fingirmos que não é uma realidade assustadora, visto que se trata de uma situação totalmente desconhecida, jamais vivida em nossa sociedade. Algumas mudanças que enfrentamos no passado: Crises políticas, econômicas, sociais, raciais, mesmo tendo um impacto importante na sociedade como um todo, eram assuntos que – na maioria das vezes – aconteciam de uma forma gradual e isolada. E foram épocas de mudanças econômicas, sociais e culturais. Apesar das incertezas em relação aos resultados, dependiam mais das atitudes e decisões dos envolvidos no processo do que de uma coletividade geral. Hoje a realidade é outra. Enfrentamos uma crise sem precedentes. O que a princípio seria uma crise na saúde, mostrou-se cruel em relação ao futuro econômico do país e em contra partida com o isolamento social, temos que ter cuidado com a saúde mental de cada um. Não estávamos preparados para uma pandemia. A vida é assim, quando menos esperamos é que vêm os desafios. O que podemos e devemos fazer é manter a calma, o controle e a fé de que isso vai passar. Não está sendo fácil, nem como indivíduo, nem como empresa. Como líder e empresário tenho tentado manter o equilíbrio entre a saúde dos meus colaboradores e a saúde financeira da empresa. Mas antes disso sou também um ser humano com família como qualquer indivíduo. Estamos todos no mesmo barco, então que saibamos remar na mesma direção. Vamos encarar mais esse desafio e seguir adiante. Temos que abrir a mente para o novo, nos reinventar, redescobrir valores, definir prioridades, pois o momento é de reflexão. Talvez, nunca mais seremos os mesmos. Isso pode ser um ponto positivo, visto que, apesar de sabermos que não somos imortais, não estamos preparados para mortalidade à nossa porta. A vida não vem com manual de instruções. Aprendemos à medida que vivemos cada instante, mas podemos e devemos parar às vezes, para respirar e reavaliar os nossos caminhos, refazendo metas, revendo objetivos, nos recriando dia após dia.

 

 

Márcio José Soares Pinto.

 

Sócio Diretor

ENFOQUE

Leitura interessante para crescimento profissional.

Segundo uma pesquisa realizada por estudantes da Universidade de Sussex no Reino Unido, ler um pouco durante o dia pode diminuir em até 68% o nível de estresse. De acordo com o estudo, a leitura é mais eficaz na diminuição do estresse do que tomar uma xícara de chá, passear e até mesmo ouvir música.

Enquanto o surto de COVID-19 continua e muitas pessoas estão em busca de entretenimento durante o período de isolamento, a leitura pode ser uma das melhores opções disponíveis. ‘Neste momento, mais do que qualquer outro, o acesso aos livros é essencial para nossa saúde mental já que as obras proporcionam muito mais do que entretenimento, nos dão esperança, alívio, fuga da realidade, informação e estímulos’, diz Mônica Camargo Tracanella, uma das sócias-fundadoras da Trilogie, empresa de branding e carreira.

Há ainda quem esteja aproveitando este momento para ler livros que permitem aprimorar conhecimentos e dar um embalo na carreira. Agora pode ser o momento de finalmente mergulhar em títulos que estão parados na prateleira há tempos ou experimentar algo fora da sua zona de conforto de leitura.

“O momento pede mais do que conhecimentos técnico. É hora de focar no desenvolvimento de competências comportamentais que ajudem os profissionais a navegarem no mundo VUCA (volátil, incerto, complexo e ambíguo) em que vivemos. Criar o hábito da leitura além de te manter informado e ampliar o seu repertório, te ajuda a desenvolver sua capacidade de comunicação, incrementar seu vocabulário, turbinar sua cognição e a te colocar em um estado de aprendizagem constante”, explica a especialista.

FONTE:https://www.osaogoncalo.com.br/cultura-e- lazer/81054/isolamento-social-pode-estimular-leitura-afirmam- especialistas

.

SEGURANÇA

Orientações gerais aos trabalhadores e empregadores em razão da pandemia da COVID-19

A sociedade moderna passa por um período único em sua história. Grandes desafios se apresentam, demandando a tomada de decisões céleres para preservação da vida, do emprego e da renda dos cidadãos, de modo que possamos efetivamente enfrentar a emergência de saúde pública de importância internacional decorrente do novo Corona vírus (COVID-19).

Diversas medidas são necessárias para promover o achatamento da curva de contágio, de modo que todos doentes tenham a oportunidade de receber os devidos cuidados médicos.
Assim, a Subsecretaria de Inspeção do Trabalho (SIT) da Secretaria de Trabalho orienta as seguintes medidas aos trabalhadores e empregadores, como forma de prevenir/diminuir o contágio daCOVID-19 e promover a adoção de medidas protetivas aos trabalhadores.

Por fim, salienta-se que as orientações gerais são aplicáveis na inexistência de orientações setoriais específicas, sendo que, em razão do avanço no conhecimento e controle da pandemia, tais orientações poderão ser revistas ou atualizadas.

 

 

MEDIDAS DE CARÁTER GERAL NO TRABALHO PRÁTICAS DE BOA HIGIENE E CONDUTA
1. Criar e divulgar protocolos para identificação e encaminhamento de trabalhadores com suspeita de contaminação pelo novo corona vírus antes de ingressar no ambiente de trabalho;

2. Orientar todos trabalhadores sobre prevenção de contágio pelo corona vírus (COVID-19) e a forma correta de higienização das mãos e demais medidas de prevenção;
3. Instituir mecanismo e procedimentos para que os trabalhadores possam reportar aos empregadoresse estiverem doentes ou experimentando sintomas;

4. Adotar procedimentos contínuos de higienização das mãos com o álcool 70%;
5. Evitar tocar a boca, o nariz e o rosto com as mãos;
6. Manter distância segura entre os trabalhadores, considerando as orientações do Ministério da Saúde e as características do ambiente de trabalho;

7. Emitir comunicações sobre evitar contatos muito próximos, como abraços, beijos e apertos de mão;
8. Adotar medidas para diminuir a intensidade e a duração do contato pessoal entre trabalhadores e entre esses e o público externo;

9. Priorizar agendamentos de horários para evitar a aglomeração e para distribuir o fluxo de pessoas;
10. Priorizar medidas para distribuir a força de trabalho ao longo do dia, evitando concentrá-la em um turno só;

11. Limpar e desinfetar os locais de trabalho e áreas comuns no intervalo entre turnos ou sempre que houver a designação de um trabalhador para ocupar o posto de trabalho de outro;
12. Reforçar a limpeza de sanitários e vestiários;

13. Privilegiar a ventilação natural nos locais de trabalho. No caso de aparelho de ar condicionado, evite recirculação de ar e verifique a adequação de suas manutenções preventivas e corretivas;
14. Promover tele trabalho ou trabalho remoto. Evitar deslocamentos de viagens e reuniões presenciais, utilizando recurso de áudio e/ou videoconferência;

FONTE: https://renastonline.ensp.fiocruz.br/recursos/orientacoes-gerais-aos- trabalhadores-empregadores-razao-pandemia-covid-19

CANTINHO DO AMIGO

Está de quarentena com o cachorro? Veja algumas dicas e cuidados para a mudança de rotina com o pet

Cachorro ansioso: saiba como tranquilizar o seu amigo durante a quarentena

 

Com milhares de informações circulando nas redes sociais, é comum que a crise em torno da doença resulte em uma carga de estresse e ansiedade nas pessoas. Mas, o que muitos tutores não sabem é que, esses sentimentos podem ser sentidos pelo seu amigo de quatro patas e, consequentemente, refletir no comportamento dele.

Por isso, é importante ficar atento aos sinais do seu cãozinho para amenizar o quadro. Lamber as patas compulsivamente, por exemplo, é um dos sintomas mais claros de que algo não vai bem com o seu pet, já que o animal costuma reagir dessa maneira à falta de atenção do tutor e atividades físicas, como os passeios e brincadeiras. Latidos constantes, falta de apetite e problemas gastrointestinais também completam a lista de sintomas de cachorro estressado.

Mas, a boa notícia é que, com alguns hábitos e cuidados diários é possível acalmar o cachorro durante a quarentena. Por isso, cabe a você fazer com o que o dia do seu amigo seja produtivo e divertido. Use e abuse dos brinquedos para cachorro para distrair o animal. O contato físico e uma boa massagem também podem

diminuir o estresse do peludo. Coloque uma música relaxante e escove seu animal. Não tenha pressa e converse carinhosamente com ele. Para você pode parecer atitudes bobas, mas para o seu amigo fará toda a diferença!

Evite ao máximo sair de casa. A tarefa pode parecer difícil, mas

não é impossível. Nessa missão, os brinquedos de cachorro

podem ser ótimos aliados para exercitar o seu pet. Se ele for fã

de correr atrás de bolinhas é ainda mais fácil. Outra opção é

investir em terapias holísticas, como  reiki animal, para diminuir o

sentimento de estresse e ansiedade no seu amigo. Vale de tudo

para garantir uma melhor qualidade de vida ao seu bichinho

durante esse período de distanciamento social.

https://www.patasdacasa.com.br/noticia/esta-de-quarentena- com-o-cachorro-veja-algumas-dicas-e-cuidados-para-a-mudanca-de- rotina-com-o- pet_a1219/1?gclid=CjwKCAjwztL2BRATEiwAvnALcisLGQ0Xmy_HRBK2 ZNfWWdRMvexnYT-fUkAypZkDbDV6wrA5MgYX8BoCSJQQAvD_BwE

CANTINHO DA SAÚDE

Corona vírus: Mais de 200 mil pessoas estão curadas no Brasil

Publicado: Domingo, 31 de Maio de 2020, 20h14

O número representa 40% do total de casos confirmados no país. As informações foram atualizadas pelas Secretarias Estaduais de Saúde até às 19h deste domingo (31/5)

O Brasil registra 206.555 pessoas curadas da Covid-19. O número representa 40% do total de casos registrados no país (514.849). Outras 278.980 pessoas seguem em acompanhamento médico. As informações foram atualizadas pelas Secretarias Estaduais de Saúde até às 19h deste domingo (31).

O Governo do Brasil, junto às secretarias de saúde estaduais e municipais, está cuidando de todos e empenhando os esforços necessários para garantir o atendimento médico a quem precisa. São realizados investimentos constantes em aquisição de insumos, respiradores, testes de diagnóstico, remédios e equipamentos de proteção para profissionais de saúde, além da habilitação de leitos de UTI.

Até o momento, o país registra 29.314 óbitos, sendo que 480 foram registrados nos sistemas de informação oficiais do Ministério da Saúde nas últimas 24h, apesar de a maioria ter acontecido em outros dias. Isso porque as notificações ocorrem apenas após a conclusão da investigação dos motivos das mortes. Assim, do total de novos registros, 218 óbitos ocorreram, de fato, nos últimos três dias e outros 4.208 estão em investigação.

Cerca de dois mil municípios do país não possuem casos de corona vírus e 70% das cidades não registram nenhum óbito pela doença. :

 

Saiba mais sobre coronavírus acessando https://coronavirus.saude.gov.br/


Da Agência Saúde Atendimento à imprensa: (61) 3315

2351/ 3580

FONTE:https://www.saude.gov.br/noticias/

ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL

Comida saudável vs Fast Food – Quem vence a batalha?

Quando o assunto é o embate entre comida saudável e fast food, é certo que haverá torcida para os dois. Uns são adeptos da alimentação balanceada, observando sempre a qualidade dos alimentos e os benefícios que eles podem proporcionar à saúde. Outros preferem a praticidade dos lanches rápidos e não se importam muito com a composição do alimento: o importante é saciar a fome.

É comum ouvir por aí que a onda da comida saudável está na moda. De fato, houve um boom nos últimos anos de restaurantes que decidiram investir numa alimentação mais nutritiva, mas isso está longe de ser modinha. Aliás, a moda é e sempre foi comer bem, apenas esquecemos disso em alguns momentos.

O investimento de muitos empreendedores na qualidade da alimentação da população faz sentido. No Brasil, segundo dados do Ministério da Saúde, mais de 50% da população tem excesso de peso, problema causado principalmente pela má alimentação. A obesidade é uma doença crônica que pode predispor a doenças como diabetes, gordura no fígado e doenças cardiovasculares. Portanto, mudando a alimentação, é possível reduzir a chance do aparecimento dessas doenças e viver melhor!

A importância de uma alimentação saudável

São inúmeros os motivos para mudar os hábitos alimentares e optar por alimentos nutritivos e de qualidade. Nosso corpo precisa diariamente de vitaminas e minerais para funcionar perfeitamente, e eles são encontrados nos alimentos de qualidade que colocamos à mesa. Além disso, quem opta por uma comida saudável e deixa os fast foods de lado é menos suscetível a doenças como obesidade – a grande epidemia atual –, diabetes, hipertensão, câncer, entre outros.

Mas, por que vale a pena optar por uma comida saudável, mesmo na correria do dia a dia? Confira os principais benefícios:
Ajuda a emagrecer com saúde
Alimentos saudáveis melhoram o humor

Frutas como melancia, abacate, limão e banana:elas contêm triptofano, aminoácido que Aveia e centeio: ricos em vitaminas do complexo B e vitamina E, melhoram o funcionamento do intestino e combatem a ansiedade e depressão;

Leite e iogurte desnatado: fontes de cálcio, mineral que ajuda a reduzir e controlar a irritabilidade;
Ovos: fontes de tiamina e niacina, que colaboram com o bom humor; Castanhas e nozes: são ricas em selênio, mineral importante para a prevenção e tratamento de depressão e redução do estresse;

Peixes: salmão, truta, sardinha e atum, por exemplo, possuem gorduras essenciais, como o ômega 3, que protegem a estrutura da membrana celular e neurônios;
Chocolate com 70% de cacau: estimula a liberação de serotonina, endorfina e teobromina, substâncias que melhoram a disposição e o humor.

“Poupança” para a saúde

Em uma disputa entre comida saudável e fast food, é até possível pensar que comer bem sai perdendo em alguns aspectos, principalmente no sabor. Mas, o erro está aí: é possível sim comer bem e com equilíbrio sem abrir mão do prazer ao comer.

Se a sua alimentação é baseada apenas em fast foods, mais cedo ou mais tarde a conta irá chegar, seja pelo déficit nutricional, ganho de peso, doenças, falta de disposição, entre outros. Por isso, fique com a comida saudável vencedora e comece desde já a sua “poupança” para o futuro, alimentando-se melhor, praticando atividade física e cuidando também da saúde emocional.

FONTE:https://blog.livup.com.br/comida-saudavel-vs-fast-food-quem- vence-a-batalha/

EVENTOS

Em função da Medida Provisória n° 927, de 2020 (Medidas trabalhistas para enfrentamento da emergência de saúde pública decorrente do

Corona vírus), todos os eventos da empresa foram cancelados

.

HOLOS CONSULTORES ASSOCIADOS LTDA.

Rua Silva Ortiz, 223 – Floresta, Belo Horizonte, MG – CEP: 30150-130

Telefone: (31)3267-5300

E-mail: holosconsultores@holosconsultores.com.br

Sócio-diretor: Márcio José Soares Pinto

Diretor executivo: Celso Antônio Advíncula Vitor

Responsável boletim Holos IN: Conceição Aparecida da Silva

Ajude-nos a melhorar, mande sua opinião e sugestão sobre o Holos in, através do nosso site: www.holosconsultores.com.br, do nosso e-mail holosconsultores@holosconsultores.com.br ou pelo telefone (31)3267-5300.

PRESERVE O MEIO AMBIENTE

Covid-19 e o meio ambiente

Cientistas e especialistas do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA) estão reunindo os dados científicos mais recentes sobre a COVID-19 – tanto o que se sabe quanto o que não se sabe.

Embora a origem do surto e seu caminho de disseminação ainda não estejam claros, alguns pontos importantes vale a pena conhecer:
A interação de seres humanos ou rebanhos com animais selvagens pode nos expor à disseminação de possíveis patógenos. Para muitas zoonoses, os rebanhos servem de ponte epidemiológica entre a vida selvagem e as doenças humanas. Os fatores determinantes do surgimento de zoonoses são as transformações do meio ambiente –

Corona vírus), todos os eventos da empresa foram geralmente resultado das atividades humanas, que vão desde a

cancelados.

alteração no uso da terra até a mudança climática; das mudanças nos hospedeiros animais e humanos aos patógenos em constante evolução para explorar novos hospedeiros.
As doenças associadas aos morcegos surgiram devido à perda de habitat por conta do desmatamento e da expansão agrícola. Esses mamíferos desempenham papéis importantes nos ecossistemas, sendo polinizadores noturnos e predadores de insetos.

A integridade do ecossistema evidencia a saúde e o desenvolvimento humano. As mudanças ambientais induzidas pelo homem modificam a estrutura populacional da vida selvagem e reduzem a biodiversidade, resultando em condições ambientais que favorecem determinados hospedeiros, vetores e/ou patógenos.

A integridade do ecossistema também ajuda a controlar as doenças, apoiando a diversidade biológica e dificultando a disseminação, a ampliação e a dominação dos patógenos.
É impossível prever de onde ou quando virá o próximo surto. Temos cada vez mais evidências sugerindo que esses surtos ou epidemias podem se tornar mais frequentes à medida que o clima continua a mudar. “Nunca tivemos tantas oportunidades para as doenças passarem de animais selvagens e domésticos para pessoas”, disse a diretora-executiva do PNUMA, Inger Andersen.

“A perda contínua dos espaços naturais nos aproximou demasiadamente de animais e plantas que abrigam doenças que podem ser transmitidas para os seres humanos.” A humanidade depende de ação agora para um futuro resiliente e sustentável, salientou o PNUMA.

FONTE: https://ciclovivo.com.br/covid19/6-fatos-sobre-coronavirus-e-meio-ambiente

© 2018 Holos Consultores